quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Dica de livro: "Mordaça no Estadão"



Imperdível.

3 comentários:

garrafa e mar disse...

"Mas o humor, por ser uma manifestação artística, deve ser tratado com certo cuidado..."

Na verdade, a minha intenção era defender a liberdade do humor e n criticar os filhinhos de papai. Embora eu tenha feito as restriçoes. Qual o limite? N sei, daí as reticências salvadoras. (risos)

Além das reticências, um intelectual de meia-tijela como eu pode recorrer às aspas:
"Uma piada de judeu nunca será humorística na boca de um anti-semita."
André Comte-Spomville em "O Pequeno Tratado das Grandes Virtudes" (capítulo dedicado ao Humor).

A pergunta q devemos fazer aos meninos de brasília:
- Parabéns, vcs criticaram a enchente, mas vcs SABEM O QUE É UMA enchente?

Conclusão ou verdade absoluta:
Leiam Laerte, Angeli, José Simão. Comprem e me dêem de presente "Toda Mafalda", do argentino Quino.

Abraços
(desculpe o comentário longo, mas é q sou bem tratado aqui e então me empolgo)

pc guimarães disse...

Bela análise, "garrafa". E vc está no "olho do furacão", em Minas. Só quem já passou o sufoco de uma tempestade tem ideia de como a coisa tem que ser tratada de forma séria. Eu, por exemplo: adoro o frio. Mas sei das dificuldades de pessoas que sofrem com o frio. Uma grande contradição! Seus comentários são super bem-vindos. Volte sempre. Posso colaborar com 1 real pra vc comprar a coleção do Quino (rs)

Christina Lima disse...

Olá PC, tudo bem? Aqui é Christina, do Nós da Comunicação. Gostaríamos de publicar em nossa seção de livros recomendados o 'Mordaça no Estadão' que aqui no blog você qualifica como imperdível. Você poderia nos enviar um pequeno parágrafo indicando o livro? Veja como funciona: http://www.nosdacomunicacao.com/conhecimento_int.asp?livro=257&tipo=NR
Desde já agradeço muito.
Abs,
christina.lima@nosdacomunicacao.com