sábado, 19 de setembro de 2009

FHC diz que cheirou maconha em vez de fumar

Está nas "Páginas amarelas" da Veja, que acaba de chegar às bancas. Eu também nunca fumei, nunca bebi, nunca cheirei, nunca menti.

Mas, cá entre nós, gosto da posição do ex-presidente com relação à descriminalização da droga. A repressão alimenta a corrupção.

5 comentários:

O Jornal Tresler e a Espiral do Silêncio disse...

E FHC perdeu já perdeu a eleição por isso. Vc esqueceu de acrescentar.

Que coisa !

O Jornal Tresler e a Espiral do Silêncio disse...

uma eleição. para prefeito de São Paulo. em 1986.

pc guimarães disse...

E porque também sentou na cadeira do prefeito antes do tempo. E disse não acreditar em Deus. E não sabia quanto custava um kilo de feijão. Ou seria de arroz? Ou açucar?

O Jornal Tresler e a Espiral do Silêncio disse...

Dizem q Jânio Quadros no dia que venceu a eleição, borrifou a cadeira antes de sentar. Jânio Quadros era um gênio. Passava queijo ralado nos ombros, para parecer caspa. Para o povão ter dó dele.

Digo isso de memória, depois de ler um livro sobre política brasileira. Emprestei o livro para uma prima. Aí ela não devolveu. Já fiz muito isso. Tradição de família, tem q respeitar.

pc guimarães disse...

Queijo ralado! (rs). Sempre ouvi dizer que era talco. Acho que o que você emprestou para a sua prima não era um livro; era uma lasanha (rs). E eu é que não sou maluco de emprestar livros para a sua família.